• Política 10/10/17 | 21:25:57
  • Avaliação de quebra de decoro parlamentar é rejeita pelos vereadores
  • Por 4 votos para o recebimento e 7 votos para o não recebimento
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Fonte/Autor: Rádio Videira
  • Foto: Rádio Videira

Vereadores votaram pela não abertura do processo que pedia a cassação do vereador, Jorge Lopes Oliveira. O processo foi arquivado por 4 votos para o recebimento e 7 votos para o não recebimento.

Ao final da votação foi terminado o arquivamento da representação por quebra de decoro parlamentar. Para ser aceito era necessários oito votos favoráveis para a abertura do processo. O pedido foi feito pela presidência do PSD alegando quebra de decoro. 

Votaram pela abertura do processo de Cassação os vereadores Edinei Menegon, Carlos Demenek, Rafael Prigol e Vilson Paese Segundo.

Contrários ao pedido, votaram os vereadores Gilberto Thibes, Albertina de Barros, nédio Martins, Paulinho Dentista, Rafael Balestrin e Edson Luiz Balena. O vereador Jorge Lopes Oliveira, durante a votação foi substituído pelo suplente Pulinho Dentista.

Já o vereador Wilson Paese Segundo, presidente da mesa diretora, deixa claro que a votação nada tinha com pedido de cassação, mas de abertura ou não de processo. Na sua opinião o vereador cometeu excessos e esse fato mostrou a ele que precisa ter limites como legislador, o que ficou demonstrado na fala dos membros do legislativo.

comentários