• Polícia 13/06/18 | 08:43:28
  • Polícia prende homens que estavam vendendo publicidades
  • Indivíduos teriam oferecido espaços em placas públicas e lixeiras
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Fonte/Autor: Jornalismo Rádio Videira/ Espião Notícias - Genauro Stefanski
  • Foto: Genauro Stefanski

A Polícia Militar de Videira recebeu, na terça-feira, 12, informações de que homens estariam atuando na cidade fazendo visita a empresas e oferecendo publicidades em placas e lixeiras públicas sob alegação de ser um serviço autorizado pela prefeitura.

Os policias militares acionaram a equipe da Agência de Inteligência que constatou que em outros municípios da região também estavam sendo feitas essas visitas, como em Fraiburgo, Rio das Antas, Papanduva, localidades do estado de São Paulo, entre outros.

Os policiais fizeram a verificação com servidores da prefeitura, que afirmaram não haver nenhuma relação com os serviços ofertados.

Com a posse dos dados, as equipes de Rádio Patrulha realizaram rondas e abordaram os suspeitos, sendo que com eles foi encontrado blocos de pedidos, documentos de pelo menos três empresas de publicidade diferentes com sedes em Santa Catarina e no Paraná, dinheiro em espécie e cheques de empresas videirenses que supostamente teriam sido vítimas do golpe, totalizando R$ 6.838,00.

Os homens que ocupavam um veículo Volkswagen/Gol de cor branca apresentaram aos policiais documentos de diversas prefeituras, inclusive de Videira, onde, segundo eles, estava autorizado a oferta de espaços publicitários em lixeiras e placas. Verificando os documentos, os policiais perceberam que todos continham o mesmo texto e datas de emissão semelhantes, levando a crer serem todos falsos.

Diante do flagrante, o material apreendido e os dois suspeitos foram encaminhados a Delegacia da Polícia Civil, onde o delegado Jhon Endy Lamb passou a apurar mais detalhes, autuando os envolvidos por estelionato e uso de documento público falsificado.

As investigações e diligências terão continuidade para apurar os serviços oferecidos, municípios onde houve atuação, quem assinou os documentos, entre outros detalhes.

comentários