• Geral 11/09/17 | 15:50:26
  • Videirense relata passagem do furacão Irma
  • Segunda-feira amanheceu com sol e logo poderão voltar para casa
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Fonte/Autor: Rádio Videira
  • Foto: Laura Danielli Zuquello/ Arquivo pessoal

A videirense Laura Danielli Zuquello e o esposo de Joaçaba, que atua como médico Radamés Zuquello, que moram em Brickell, em Miami, a pouco mais de quatro meses, conversou com a Rádio Videira na tarde desta segunda-feira (11), através de áudios, vídeos e fotos relatando como foram os dias que antecederam a chegada do furacão irma, bem como o domingo (10), dia do ocorrido.

Segundo ela, ainda na sexta-feira (09), eles deixaram o apartamento e foram para a casa de alguns amigos em Kendal Lakes, Condado de Miami.

"Na segunda-feira (04), o governo iniciou a divulgação e preparação dos moradores que deveriam deixar suas residências. Entre as áreas que deveriam ser evacuadas, estava o nosso bairro. Já na quarta-feira as ruas começaram a ficar desertas, com a retiradas dos moradores".

Laura lembra ainda que na quarta-feira (06), já havia dificuldades para comprar comida e água nos mercados, diante de tanto pânico das pessoas, e com o passar dos dias ficava ainda mais crítica a situação de desespero.

Na quinta-feira (07), os moradores começaram a receber alertas de emergência, informando que a área que os catarinenses estavam era uma localização de perigo, uma maneira a mais para se proteger.

 "Na sexta-feira (08), saímos de casa ao meio dia, as aulas foram suspensas já na quinta-feira (07), as empresas também foram fechadas, para que todos pudessem ir para o norte região mais segura. Compramos muita comida, e fomos para uma casa de uns amigos em Kendal Lakes, Condado de Miami-Dade, onde fica mais para o Oeste de Miami. Sendo que o nosso apartamento fica localizado na beira do mar".

A videirense relata ainda que em Kedal Lakes, local onde se encontram, as janelas são todas com proteção. "Na sexta-feira (08) tinha um sol maravilho, já no sábado (09) começou a chover e neste domingo (10), um vento muito forte mesmo, porém, mais fraco do que era para ter vindo, mas ainda assim forte". Ainda de acordo com ela, o bairro onde eles moram foi alagado completamente, o mar atingiu as ruas, e o nível da água estava na altura da cintura das pessoas e estavam sem luz. 

"Aqui onde estamos abrigados, durante o furacão continuamos com luz e água, mantendo assim, o contato com familiares e amigos. Esse foi nosso primeiro furacão e foi algo diferente assustador. Foi bem tenso".

Laura conta que agora pós-furacão, nesta segunda-feira (11), Miami amanheceu com um sol maravilhoso, muito quente novamente e agora já vamos poder retornar para casa.

 

"Segundo informações no nosso bairro já foi retirada a água das ruas e feito a limpeza. Essa é uma das diferenças daqui em relação ao Brasil. Aqui estão todos bem preparados e estruturados, do dia para a noite a cidade volta a se tornar o que era", ressalta.

Ela contou também que seu esposo, o médico Radamés Zuquello, está escalada para trabalhar no pós-furacão, para auxiliar no hospital.

Ouça o relado da videirense Laura, sobre o ocorrido: 

Confira alguns vídeos enviado pela videirense antes do furacão Irma, durante e após.
        

comentários