• Geral 04/08/17 | 13:22:06
  • Desaparecimento do menino Cristian Alonso completou três meses
  • Ele foi visto pela última vez em frente a casa onde morava
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Fonte/Autor: Rádio Videira
  • Foto: Rádio Videira

No último sábado (05) completou três meses do desaparecimento misterioso do menino Cristian Alonso de nove anos. Ele teria sido visto pela última vez no dia cinco de maio, em frente à casa onde morava com a família no bairro Campo Experimental no período da manhã.

Segundo a mãe do garoto, ele estaria brincando em frente da casa e depois não foi mais visto. Cristian estava vestido com o uniforme da escola Caic, uma camiseta branca, calção azul e chinelo.

No domingo dia sete de maio, familiares e amigos percorreram diversos locais próximo à casa de Cristian, na tentativa de localizar o menino.

Já na segunda-feira dia oito os mergulhadores do Corpo de Bombeiros de Videira efetuaram buscas na ponte da SC-135 próximo a Fetz no Bairro Água Verde.

Ao final da tarde o trabalho finalizou sem êxito. As buscas no local aconteceram após a informação de que o menino Cristian, havia se afogado no local.

No dia 10, as buscas foram retomadas pelo Corpo de Bombeiros em locais próximo a residência, com o apoio de um cão farejador e de um Drone que sobrevoou a região.

No dia 16, uma grande operação foi organizada, com mais de 30 Bombeiros de Videira e região. A equipe que foi dividida em grupos, efetuou buscas em um raio de 1500 metros de distância da residência onde Cristian morava. A operação iniciou no dia 16 e seguiu até o final da tarde do dia 17.

A Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso - DPCAMI de Videira continua atuando no desaparecimento, mas segundo o Delegado que acompanha o caso Giovane Ângelo Dametto até o momento não se tem novidades sobre o paradeiro do garoto. Segundo ele as investigações continuam.

A Central Regional de Plantão Policial de Videira conta com atendimento 24 horas, sendo que qualquer informação fundamentada poderá ser repassada pelos telefones (49) 3566-0258 e (49) 3566-0259.

comentários