• Estado 16/02/17 | 22:32:50
  • Mais verba para cirurgias eletivas e contratação de mais bombeiros
  • Informação repassada pelo governador de Santa Catarina
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Fonte/Autor: Rádio Videira/G1 SC
  • Foto: Julio Cavalheiro/Secom

Em reunião do colegiado em Lages, na Serra catarinense, na tarde desta quinta-feira (16), o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD), afirmou que o governo vai liberar verba para cirurgias eletivas e que vai chamar policiais e abrir seleção para bombeiros.

O encontro ocorreu entre quarta (15) e esta quinta, com a participação de secretários de estado e presidentes de empresas e autarquias do governo catarinense.

Saúde
"Nós fizemos, no sistema de mutirão, 176 mil cirurgias, maior número do Brasil, em termos absolutos. Agora a gente está liberando mais de R$ 70 milhões para realizar as cirurgias eletivas. Será um ano de muita operação", disse Colombo sobre a área da saúde.
Ele também afirmou que parte significativa do recurso vem do governo federal. O G1 entrou em contato com a Secretaria de Estado da Saúde, mas, até a publicação desta notícia, não havia mais informações sobre quando a verba estará disponível.

Concursos
Colombo também disse que o governo analisa a área de concursos. "Nós estamos estudando a possibilidade. Nós vamos chamar policiais militares, policiais civis e abrir um concurso para bombeiros, que é uma necessidade. Muita gente se aposentando, a prioridade é chamar servidores está na área de segurança pública, educação e saúde".
A assessoria do Corpo de Bombeiros afirmou que não havia nenhum edital em andamento nesta quinta e nem mais informações sobre concursos até a publicação desta notícia.

Equilíbrio fiscal
Sobre o ano de 2017, o governador falou que será preciso empenho para manter o equilíbrio fiscal. "Teremos mais um ano difícil, mas acredito que vencendo importantes desafios políticos no cenário nacional ainda neste primeiro semestre, conseguiremos ter uma retomada econômica a partir do segundo semestre. Em Santa Catarina, também teremos muitos desafios, mas fizemos muita coisa que nos permitem enfrentá-los de forma eficiente agora", afirmou.