• Economia 14/09/18 | 09:03:31
  • Inadimplência tem 11ª alta seguida e atinge 62,9 milhões de brasileiros
  • Alta de 3,63% é registrada em relação ao mesmo período de 2017
diminuir o tamanho do texto aumentar o tamanho do texto
  • Fonte/Autor: Jornalismo Rádio Videira/ G1
  • Foto: Imagem ilustrativa/ Divulgação

O número de brasileiros com nome sujo teve alta de 3,63% em agosto na comparação com o mesmo mês do ano passado, a 11ª alta consecutiva nesta base de comparação. É o que aponta o levantamento divulgado na quinta-feira, 13, pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito.

De acordo com a pesquisa, estima-se que há no país 62,9 milhões de consumidores inadimplentes. Isso significa que 41% da população adulta do país enfrenta dificuldades para controlar empréstimos, obter financiamentos ou realizar compras parceladas.

Apesar da longa série de aumento no número de inadimplentes, a alta de agosto foi menor que a dos dois meses anteriores. Em julho, o indicador teve alta de 4,31%, e em junho de 4,07% - também na comparação com os mesmos meses do ano passado.

Já na comparação mensal, ou seja, de julho para agosto, houve ligeira queda (-0,71%) no número de brasileiros com conta em atraso. Foi a segunda queda seguida.

comentários